jump to navigation

ABC DA TEMPORADA janeiro 10, 2010

Posted by Luiz Fernando in Mundo Fashion.
Tags: , , , , ,
trackback

Pra voce  que A.D.O.R.A. um desfile, fica de olho nos sites especializados pra não perder nenhum detalhe em tempo real  mas não esta  familiarizado com o vocabulário utilizado por jornalistas, estilistas e modelos; este post vai te ajudar.

Assim voce  não vai ficar com cara de paisagem quando o seu estilista preferido der uma entrevista!

A, de fila A
Não é lenda. Há casos de jornalistas que não saem de casa, do lobby do hotel ou da barraquinha de cachorro quente se descobrem que o convite reservado para eles é na fila B. Se for C ou D, então, eles pulam cafonas no rio Tietê ou desfilam pela primeira favela que surgir nos arredores da Avenida Brasil carioca. A fila A é uma distinção similar ao ingresso para o funeral de Michael Jackson. Quem tem, exibe, repercute, gargalha como um rico. Em edições anteriores, só quem estava na fila A ganhava brinde (de uma barrinha de cereal a uma bolsa assinada por uma grife chique). Hoje, a figura ganha uma tonelada de papel, pedaços de tecido ou um bibelô inútil. Brinde bom vai para cama do hotel dos finos.

B, de Backstage
Como o nome sugere, o que fica atrás do palco. É lá onde ficam os modelos, algumas mães de new faces orgulhosas, as araras com as roupas que serão desfiladas, agentes, bookers e jornalistas exaustos. Isso, em dias normais. Se uma Gisele ou uma celebridade do momento estiver para desfilar, inclua aí repórteres afoitos, histeria generalizada, gente chorando e o diretor de cena dando show de grosseria.

C, de Cenografia
Funciona como se fosse picadeiro. A plateia geralmente assiste tudo sentada em arquibancadas apertadas e à frente delas, o espetáculo. Se você é vintage, do tempo da Xuxa ou da Monique Evans, esqueça aqueles desfiles em que a modelo saía do backstage, dava alguns passos, um pivô no meio, andava mais, outro pivô e voltava. Hoje em dia, nem sempre elas andam. Podem ficar paradas numa instalação, em cima de uma pedra gigante de gelo ou fingir que estão numa festa moderna. Pivô? Esqueça. A maioria imita o andar de Gisele, uma pseudocavalgada, e “quebram” o quadril na ponta. Outra: nem sempre os desfiles acontecem no palco principal. Às vezes os convidados precisam se deslocar durante o dia (muitas vezes perdem o desfile seguinte por causa disso) para um museu, um shopping, uma floresta ou para um rio fedorento.

C, de Catwalk
É a passarela, onde os modelos surgem, (não) sorriem, e somem. É muito usado para glamourizar certas situações.

F, de Fashionista
É todo mundo que ama, idolatra e trabalha nesse universo. Usa-se meio genericamente mesmo. Richarlysson, meio campista do São Paulo, é um exemplo.

G, de Gay
Se você ainda for do século 18, melhor nem passar perto de eventos assim. Os gays, ao contrário do que os cientistas dizem por aí, parecem se multiplicar em janeiro e junho, ano a ano. Há de todo tipo, e eles são queridos por todos, afinal trazem em suas maletas as maquiagens mais modernas, entendem tudo de elegância e de alimentos magros, além de saberem, de cor, as festas certas para onde se ir pós-desfile. Além disso, se você for heterossexual, faça amizade com um bem posicionado porque ele tem o celular das mulheres mais lindas. Negocie a troca de favores e está tudo certo

.H, de Hairstylist
É muito, muito desagradável chamar cabeleireiro de… cabeleireiro. Ele é hairstylist. Pronto, falei. O mesmo serve para maquiador. Ele é um make-up artist.

N, de New Face
São as meninas que querem a fama e a fortuna de Gisele, mas ainda estão com pernas trêmulas e seios em formato de botão. Às vezes há tempo para elas.

P, de Papisas
São as grandes damas do universo da moda, que levantam e destroem coleções, arruínam ou alavancam carreiras.Pra quem assistiu O Diabo Veste Prada sabe do que estou falando. Muitas vezes um desfile só começa quando todas estão devidamente sentadas. Na fila A, óbvio.

P, de Pit
É o puleiro onde ficam agrupados os irreverentes, exaustos e, às vezes, mal humorados fotógrafos e cinegrafistas. Eles passam horas em pé, carregam toneladas de equipamentos, brigam pelo melhor ângulo, torcem pela queda de um modelo e depois precisam correr e enviar o material para quem está em casa conferir.

S, de Stylist
É o profissional que organiza o caos criativo do estilista. Ele harmoniza peças e acessórios, dita a ordem de entrada das peças, opina em cabelos e maquiagens. Ganha muito bem para isso.

T, de Tendência

É a aposta do estilista. Você pode nunca usar. Mas que ele aposta, aposta.

O glossário completo vc confere aqui.

Comentários»

1. Bola - janeiro 10, 2010

um manual é tudo que a gente precisa. porque nem tudo tem manual de instruções??? ADOREI!!!

2. Dé - janeiro 11, 2010

hauhauhauhauhauhaua. Ótimo!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: